mapas paísesAlgumas causas ou necessidades no seu país podem não parecer tão carentes quanto algumas no exterior, então muitos voluntários se dispõem a ajudar fora, onde outros países não recebem ajuda nem de seu próprio governo. Por ser considerado um dos continentes com condições mais precárias, a África é uma grande referência quando se trata de ajuda voluntária.

Com o trabalho voluntário no exterior, existe a oportunidade de ajudar não somente as pessoas, mas a preservação de animais também, que podem necessitar de ajuda e atenção em várias situações. O voluntário cuida de projetos humanitários e sociais, pode ter duração de um mês em média, mas pode ocorrer o caso do voluntário se encantar pela causa e ficar mais tempo. É adquirida uma experiência profissional que pode ser levada pela vida inteira, em que além da ajuda, é encontrado um contato com outra cultura, o que contribui para um crescimento pessoal.

Com os animais, os voluntários podem ajudar a reintegrar em seu antigo habitat. Com as pessoas, a ajuda pode vir de diversas maneiras. Construções de escolas, clínicas médicas, atividades de esporte, educação e ambientais nas escolas são alguns dos exemplos de trabalhos que podem ser feitos pelos voluntários. 

O contato será direto e cabe ao voluntário escolher as atividades que combinam com seu talento e conhecimento. Assim, pode ser criado uma recreação que causa uma sensação positiva, melhorando o desenvolvimento da comunidade.

Timor Leste

bandeira timor lesteConsiderado um dos países mais pobres, Timor Leste é um exemplo de área de conflitos em que a ajuda de voluntários é mais do que necessária.

Timor Leste pertencia à colônia portuguesa mas foi invadida pela Indonésia e anexada a este país. A partir daí inicia-se uma guerrilha pela independência que durou anos. Só em 1999 foi feito um referendo para o povo optar ou não pela Independência do Timor Leste.

A maior parte da população escolheu se desfazer da Indonésia e depois disso começou uma onda de violência e confrontos com os que apoiavam o controle indonésio. A infraestrutura do país foi tão devastada, que foi feito uma pressão internacional e as tropas da ONU tiveram de intervir.

Em 2002 Timor Leste finalmente se tornou independente. Por ser uma área de conflitos durante anos, o trabalho voluntário no local consiste em suprir as principais carências do país, nas áreas de saúde, educação, entre outros.

Com a educação, voluntários podem ensinar matérias como biologia, matemática, entre outras para poder qualificar futuros professores.

Na saúde, vão médicos ou assistentes de enfermagem para ajudar nas emergências que possam surgir.