O trabalho voluntário, como o próprio nome diz, é um trabalho sem remuneração, onde o voluntariado dedica seu talento e tempo para ajudar outras pessoas. As atividades praticadas podem ser em diversas áreas, tais como hospitalar, creches, asilos etc.

Para quem tem dúvidas, é uma ação que não necessita de um determinado grau de escolaridade ou idade, o que importa é ter boa vontade e dedicação. E claro, responsabilidade com a área de interesse. Cabe a pessoa escolher no que quer ajudar.

Além disso, são vários os motivos que levam a pessoa a querer praticar esse bem, seja religioso, político ou social. A verdade é que pouco importa o motivo que a pessoa tenha, contanto que use isso não a seu favor, mas a favor dos outros, que tanto necessitam.

Também existem diferenças no grau de comprometimento no trabalho voluntário. Alguns podem praticar apenas uma vez, e sentirem que fizeram a sua parte. Outros podem tratar o trabalho voluntário como uma rotina, pois sentem a necessidade de ajudar sempre que podem. Mas para as comunidades, entidades ou pessoas carentes, apenas um gesto já faz toda a diferença do mundo.

Por isso, tenha em mente, o trabalho voluntário consiste no bem estar dos outros. A satisfação pessoal provavelmente virá junto, mas não pense apenas nisso.

Áreas de Atuação

São diversas as áreas de atuação para o voluntário. As mais procuradas são creches, asilos, hospitais, entre outras, sendo que em cada uma pode-se encontrar um tipo de exercício a ser realizado. Para aqueles que pretendem ajudar, mas não conseguem achar um tempo disponível, podem fazer doações para instituições de sua preferência, seja em valor ou materiais como roupas, brinquedos e livros.

Além das atividades, a pessoa pode participar de campanhas, entre as existentes estão as de trote cidadão, por um voto consciente, para a doação de sangue, coleta de livros, de brinquedos, agasalhos, reciclagem, etc. Atividades que podem ser realizadas em cada área:

Hospitalar

estetoscopioOs trabalhos visam o bem estar dos pacientes, que podem ser por intermédio de atividades de descontração. Essa descontração ajuda o paciente a sair de um clima pesado que geralmente permeia o ambiente hospitalar. A leitura de histórias para crianças e jovens pode ser feita com atuação dos voluntários, com uso de fantasias. Essa atividade incentiva não somente a imaginação como o hábito da leitura.

Com a recreação infantil, existem as atividades de pintura, desenhos, música, jogos, colagem, entre outros.

Como foi dito que as lembranças que muitas pessoas tem de hospital é um clima de tristeza e um pouco de morte, foram criados os “Médicos da Alegria”, que tem como intenção justamente tirar esse clima, mesmo que seja por um instante. São palhaços que se vestem de médicos, ou médicos que se vestem de palhaço, e trazem alegria para médicos, enfermeiros e principalmente pacientes transformando esse ambiente em um local de descontração e animação.

Creches

Com crianças, as atividades em sua maioria das vezes serão de entretenimento. Leitura de histórias infantis, brincadeiras, práticas de esportes, desenho, qualquer atividade que a criança sinta-se estimulada.

Casas de repouso (asilos)

senhor sentadoComo alguns idosos podem ter um sentimento de abandono por não estarem morando com seus familiares, uma das atividades é o simples diálogo dos voluntários com os idosos. Assim, eles não ficam com a sensação de tristeza e abandono.

Qualquer ação que possa melhorar as condições das casas de apoio já fazem uma grande diferença. Você pode realizar algum tipo de trabalho doméstico como ajudar a lavar louça, dobrar lençóis, ajudar na lavanderia, auxiliar com a alimentação, etc.

E ajudar sempre na locomoção dos idosos. Sabe-se que pela idade, muitos tem seus movimentos limitados.